terça-feira, 19 de junho de 2012

Teste de paciência


A paciência é algo importantíssimo na vida, eu sei. Especialmente porque há muitas situações em que não há outra alternativa que não seja ser paciente. Parece fácil de entender, mas não é tão fácil colocar isso em prática, principalmente no cotidiano das grandes cidades. Basta sair de casa para ter a certeza de que vários testes de paciência te esperam.

Vou compartilhar com vocês um dos meus testes de ontem. Marquei uma consulta médica para as 15 horas e cheguei ao hospital com alguns minutos de antecedência. A recepcionista me desejou "boa tarde" e já emendou: "O médico está atrasado. Temos 10 pacientes na sua frente". Sinceramente, o uso da palavra "paciente" não poderia ser usado em melhor ocasião.

Me juntei aos pacientes e fiz o que geralmente faço nessas situações: abrir a bolsa à procura de um livro. Mas, justamente dessa vez, não havia livro, nem mesmo uma revista. E agora? O que eu poderia fazer para amenizar aquela espera? Conversar com outros pacientes era uma opção, mas também não era fácil. Tosses, espirros, crianças chorando, crises alérgicas... realmente não era o melhor ambiente para conversar com alguém.

De repente, ligaram a televisão. Estava começando a Sessão da Tarde que, naquele dia, exibia "Como perder um homem em 10 dias". Resolvi dar uma chance àquele filme (que eu ainda não havia assistido) e fiz dele o meu entretenimento durante as horas que passei na recepção do hospital, à espera da consulta. Sim, eu assisti o filme inteirinho ali, sentada na recepção, e mesmo depois do "happy end", o médico ainda demorou 30 minutos para me atender.

É um filme engraçado, uma comédia romântica bem escrita, com dois protagonistas lindos (Kate Hudson e Matthew McConaughey). Além de tudo isso, a Kate Hudson ainda interpreta uma jornalista (Andie Anderson). Certamente não é o melhor filme do mundo mas, naquela tarde, diante dos percalços e restritas possibilidades, o filme açucarou as minhas horas de espera e deixou o meu teste de paciência mais leve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário